Apresentação

MENSAGEM DA COMISSÃO ORGANIZADORA

Passados dez anos desde o XXII Congresso Pan-Americano de Avaliações, realizado em Fortaleza – CE, o IBAPE – Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia volta a promover uma edição do evento maior dos profissionais dedicados à área de avaliação de bens no Continente Americano.

Naquela oportunidade histórica a UPAV – União Pan-Americana de Associações de Avaliação, através da Declaração de Fortaleza, promoveu uma profunda revisão em suas antigas convicções e, alinhando-se aos conceitos das Normas Internacionais de Avaliação (International Valuation Standards – IVS), reconheceu formalmente as diversas definições de valor que permeiam os trabalhos avaliatórios no mundo globalizado.

Durante esta última década, o planeta, de um modo geral, passou por transformações importantes e nosso continente, em particular, viveu um período de grandes impactos em sua economia que teve como panos de fundo o mercado de Real Estate e as relações multilaterais no comércio internacional.

Desde os primeiros efeitos, que colocaram em posição de evidência o sistema financeiro internacional, até os dias que correm, buscamos resgatar estabilidade e crescimento e, também, aprender com os movimentos que afetam de forma distinta as economias nacionais dependendo das condições específicas de cada país.

Comum, entretanto, é a importância do avaliador nesse cenário, pois seja na formação dos fundamentos dos balanços das empresas, seja nas operações de crédito, seja, ainda, na Justiça, o profissional da área de avaliações tem o dever e a responsabilidade de enfrentar as dificuldades conjunturais com segurança e, assim, bem desempenhar seu papel de intérprete de fatos da economia.

Foi com essas considerações que a Comissão Organizadora do XXXI Congresso Pan-Americano de Avaliações, que neste ano de 2016 acontecerá na Cidade do Rio de Janeiro, decidiu adotar um mote que nos conduza a reflexões acerca do desempenho e das tendências de nossa atividade profissional, em consonância com os diversos ciclos econômicos que nos são impostos por motivações complexas e que, ordinariamente, estão além das possibilidades de controle pelos diversos agentes envolvidos, tanto os protagonistas quanto os coadjuvantes.

O foco no segmento de Real Estate se dá em razão da dimensão desse setor na economia como um todo e do seu indiscutível papel em nosso mercado de trabalho. Naturalmente que isso não reverte em exclusividade, pois outros temas importantes em nossa área de atuação estão contemplados na grade técnica e são também muito benvindos em trabalhos que sejam apresentados pelos participantes.

Assim, convidamos todos os profissionais de avaliação do nosso grande Continente, filiados ou não às Entidades que integram a UPAV, a participar neste próximo mês de outubro de uma rica jornada técnica de integração, debate, aprendizado e reflexão. A Cidade Maravilhosa do Rio de Janeiro receberá a todos de braços abertos.

A Comissão Organizadora